Cultura Organizacional sob a ótica da teoria de Barrett: o caso da empresa ABC

Samuel Vinícius Bonato, Thyele Porlez Bonato, Flávia Czarneski, Juliana Figueiró Oliveira

Resumo


A cultura de uma organização tem o papel de criar um alinhamento interno para permitir o seu desenvolvimento. Para uma atuação eficiente, a organização precisa alinhar os valores pessoais de seus colaboradores com os valores da cultura da mesma. Este artigo tem como objetivo mapear o alinhamento dos valores pessoais e os valores organizacionais da empresa ABC, através da aplicação do método de Barrett (2006). Este trabalho se justifica pela necessidade da empresa em identificar os principais aspectos da atual cultura organizacional que possam impactar no desempenho dos colaboradores. Para isso, foi selecionado o Barrett (2006) para embasamento da avaliação dos resultados, cujo modelo apresenta sete níveis de consciência organizacional, baseados na hierarquia de necessidades de Maslow. A pesquisa se caracteriza como um estudo de caso, quantitativo e descritivo. A coleta de dados utilizou um questionário aplicado a 27 colaboradores, totalizando 54% da população. Os resultados identificaram os dez valores pessoais e os dez valores organizacionais encontrados na empresa e distribuídos entre os sete níveis de consciência humana. Os valores organizacionais mais encontrados foram: constante preocupação com a sobrevivência financeira; empresa flexível e; a empresa querer ser reconhecida como a melhor. Já os valores pessoais mais encontrados foram: a vontade dos colaboradores em aprender; em ser responsável e em ser comprometido com o trabalho. As conclusões da pesquisa indicam que os valores pessoais dos funcionários respondentes se encontram desalinhados em relação aos valores da organização, e que existe uma relação de valores positivos e limitadores em desequilíbrio.

Palavras-chave


Valores, Cultura, Entropia, Desenvolvimento, Teoria de Barrett

Texto completo:

PDF PDF