Absenteísmo, diagnóstico e tecnologia: um estudo para sinalizar políticas de prevenção

André Geraldo da Costa Coelho, Maria das Graças da Silva Costa Coelho

Resumo


O absenteísmo, definido como atraso ou falta do colaborador ao posto de trabalho, é um problema que, há tempos, vem gerando transtornos para as organizações, haja vista que as ausências e/ou faltas impactam em perda de produtividade, baixa na qualidade dos produtos/serviços, além de afetar as relações interpessoais e a lucratividade da empresa. Para extirpar o índice de absenteísmo faz-se necessário conhecer os fatores que o originam, assim, o objetivo deste estudo consistiu em identificar as principais causas do absenteísmo em uma empresa do ramo têxtil e indicar políticas gerenciais e tecnológicas para sanar ou minimizar este problema. A pesquisa foi realizada sob a forma de um estudo de caso. Foram aplicados questionários a uma amostra de 80 colaboradores do setor produtivo/operacional da empresa e uma entrevista semiestruturada ao gestor de Recursos Humanos.  Constatou-se que o absenteísmo é um problema presente e frequente. Uma das causas mais recorrentes, apontada pelos colaboradores, é inerente a doenças. Sob a ótica do gestor de pessoas, as ausências ocorrem em função da falta de compromisso e motivação com o trabalho. Os resultados demonstram a necessidade de utilização de ferramentas gerenciais para apurar com mais precisão as causas do absenteísmo, evidenciando a contribuição da tecnologia como aliada das políticas de controle.


Palavras-chave


Diagnóstico. Absenteísmo. Prevenção. Aplicativos. Recursos Humanos

Texto completo:

PDF