A consolidação da gestão acadêmica, segundo o sistema nacional de avaliação da educação superior, em uma instituição militar de educação superior

leandro rodrigues doroteu, Vinícius Pinto Corrêa

Resumo


A educação superior no Brasil é regulada pelo Estado, especificamente o Governo Federal, por meio do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), pelo Conselho Nacional de Educação (CNE) e em última instância pelo Ministério da Educação (MEC). A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDBN) outras leis e atos normativos reconhecem a autonomia do ensino militar, permitindo sua equivalência ao sistema nacional. A Polícia Militar do Distrito Federal optou por credenciar no sistema civil seus órgãos que atuam no ensino militar antes equivalentes à educação superior. O credenciamento fez com que a instituição tivesse que alinhar suas práticas de gestão ao atendimento satisfatório dos diversos indicadores avaliados conforme instrumento de avaliação. O ajuste das práticas aos critérios de avaliação foi possível com o assessoramento de professores civis terceirizados. Após a migração para o sistema nacional é necessário a consolidação das novas práticas de gestão realizadas por militares e civis. O objetivo foi aplicar pesquisa qualitativa a esses civis e militares procurando os desafios do novo modelo de gestão a fim de mensurar o nível de consolidação da gestão acadêmica desenvolvida na instituição militar. Como resultado observou-se que os militares possuem menos tempo de experiência, alta rotatividade nos cargos, em geral não possuem formação específica e consequentemente menos conhecimento na gestão acadêmica. Conclui-se que a assessoria prestada por professores civis, assim como, a necessidade de maior estabilidade e melhor formação dos militares são as medidas adequadas para a consolidação da gestão acadêmica na IES militar.

Palavras-chave


Regulação; Educação superior; Gestão acadêmica; SINAES; Instituição militar.

Texto completo:

PDF