Interferência das condições físicas de uma unidade da Polícia Militar do Distrito Federal na Qualidade de Vida no Trabalho (QVT)

leandro rodrigues doroteu

Resumo


O objetivo desta pesquisa é examinar se as instalações físicas de uma unidade operacional da Polícia Militar do Distrito Federal, o Vigésimo Quarto Batalhão de Polícia Militar (24º BPM), proporcionam condições de trabalho adequadas para liberação de policiamento, vestiários, banheiros, mobiliário, sala de rádio, Posto Comunitário de Segurança, instrumentos para limpeza de viaturas, no desenvolvimento das atividades operacionais, a partir da percepção dos policiais militares e dos preceitos teóricos da Qualidade de Vida no Trabalho (QVT). É de interesse científico e social verificar a inferência na Qualidade de Vida no Trabalho dos profissionais de segurança pública que prestam serviço no Distrito Federal. Para isso, contextualizou-se o 24º BPM e descreveram-se os dados geográficos e estatísticos das duas regiões administrativas onde a unidade policial militar atua. O trabalho orientado pelos conceitos de metodologia da Qualidade de Vida no Trabalho e Gestão de Pessoas no setor público. Como aporte teórico escolhido para fundamentar tais levantamentos da investigação tem como base pesquisa qualitativa e quantitativa, como instrumento utilizado foi um questionário direcionado aos profissionais-foco da pesquisa, de modo que forneçam as bases para a compreensão da relação estabelecida entre condições do ambiente físico apresentadas pelo 24º BPM e a Qualidade de Vida no Trabalho dos policiais militares que ali prestam serviço, aportes bibliográficos e documentais. A conclusão da pesquisa confirma a hipótese de que as instalações físicas do 24º BPM não estavam de acordo com as necessidades preceituadas pela QVT, segundo a percepção negativa dos policiais entrevistados.

Palavras-chave


24º Batalhão; Qualidade de Vida; Gestão de Pessoas; Trabalho; Policiais Militares.

Texto completo:

PDF