Relatório dos auditores independentes Uma análise da influência do relatório com abstenção de opinião

Gustavo Lopes Calil, Danielle Montenegro Salamone Nunes, Cláudio Moreira Santana, José Humberto da Cruz Cunha

Resumo


A confiabilidade das demonstrações contábeis pode ser reforçada pelo relatório dos auditores independentes. Essa pesquisa buscou analisar se a presença de relatório com abstenção de opinião poderia interferir no processo de tomada de decisão de um grupo de possíveis usuários das informações contábeis. Na coleta de dados foram aplicados questionários com questões relacionadas à possíveis decisões que os usuários das informações podem tomar a partir das informações contábeis. Para um grupo de respondentes foi disponibilizado um caderno de informações contendo o BP, DRE, DFC e os comentários feitos pela administração sobre o desempenho da Companhia Energética de São Paulo e para o outro grupo de respondentes foi adicionado o relatório dos auditores independentes. Os resultados indicam que o relatório com abstenção de opinião afetou as decisões tomadas pelos respondentes, sendo que o grupo que teve acesso ao relatório dos auditores se comportou de forma mais conservadora, exceto quando questionado sobre o desempenho da companhia. Nesse caso, não houve diferença estatisticamente relevante entre as médias das notas atribuídas pelos dois grupos.


Palavras-chave


Auditoria; Relatório dos Auditores Independentes; Tomada de decisão

Texto completo:

PDF