O poder das compras públicas: o caso da Universidade Federal De Viçosa - MG

Weliton Rodrigues, Raphael Araújo Dutra, Rodrigo Gava

Resumo


Conforme dados do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, o governo federal movimentou cerca de 68 bilhões de reais no ano de 2014 para o custeio de suas atividades através das compras públicas, e é por esse poder de compra do estado que se tem utilizado para elevar a produção nacional e promover o desenvolvimento regional. Pela sua representatividade e inserção local o governo tem adotado essa estratégia para manter o crescimento econômico e alavancar o desenvolvimento das micro e pequenas empresas, principalmente em regiões afastadas econômica e geograficamente dos grandes centros comerciais e capitais. Diante disto e considerando a representatividade econômica da Universidade Federal de Viçosa (UFV), o objetivo desse trabalho foi identificar o quanto dos processos licitatórios da UFV foram ganhos por empresas situadas na região de Viçosa, fazendo uma análise do quanto em valor monetário este ente público federal consumiu proveniente da economia local. Esta pesquisa classifica-se quanto aos fins como exploratória e descritiva, e quanto aos meios de investigação como documental e bibliográfica. Após o processamento dos dados foram identificados baixos valores conforme esperado na pesquisa, que puderam ser justificados pela localidade do município em comparação com municípios da região metropolitana de Belo Horizonte, mas que mesmo com essa limitação ainda possui chances para melhorar a participação das empresas de Viçosa nas compras públicas da UFV, tornando a UFV não só em uma forte consumidora, mas também peça fundamental em orientar e conscientizar os empresários para essa oportunidade de desenvolvimento do mercado local e regional.


Palavras-chave


Compras Públicas; Poder de Compra; Crescimento Econômico Local; Desenvolvimento Local; Desenvolvimento Microempresarial.

Texto completo:

PDF