O acesso da população em situação de rua às políticas sociais do Distrito Federal: uma análise do Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua de Brasília

Litza Nery Lacerda, Thiago Bazi Brandão

Resumo


O tema abordado pela pesquisa em questão tem como objetivo analisar os desafios relacionados ao acesso às políticas sociais do Distrito Federal, pelas pessoas em situação de rua. Tal segmento populacional possui sua relação com o Estado, comprometida por estereótipos marcados de preconceitos. Assim, o estudo em questão se faz relevante, tendo em vista a necessidade de analisar as estratégias utilizadas para que a população em situação de rua acesse seus direitos de forma ampla, com o intuito de cogitar novas maneiras de trabalhar com essas pessoas, e assim, buscar a diminuição das desigualdades sociais. Desse modo, foram realizadas entrevistas com dois militantes dos direitos da população em situação de rua do DF (que já vivenciaram a condição de pessoa em situação de rua) e duas especialistas no fenômeno em questão. Essas entrevistas tiveram como finalidade entender quais avanços, dificuldades e contradições são encontrados no Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua (Centro POP) de Brasília, e como essas questões interferem na garantia dos direitos da população atendida. Observa-se que o Centro POP possui diversas limitações como serviço. Entretanto é uma instituição que acumula funções complexas, e que se insere em um contexto de precarização e desmonte neoliberal. Desse modo, a emancipação econômica, política e social da população em situação de rua do DF não é responsabilidade única do Centro POP e, sim, de diversas ações articuladas com as demais políticas e sociedade civil.


Palavras-chave


Serviço Social, Assistência Social, Pessoas em Situação de Rua

Texto completo:

PDF