A política de assistência social na sociedade brasileira: da criação aos avanços como participação social

Isabel Graciele Padoin, Cláudia Regina Paese

Resumo


O artigo analisa a trajetória histórica da assistência social no Brasil, em especial as ações desenvolvidas após a promulgação da Constituição Federal de 1988, enquanto política de direito. A metodologia do trabalho parte da problematização da política de Assistência Social no Brasil, enquanto componente do Sistema de Proteção Social mais amplo, denominado Seguridade Social. A partir daí analisa-se como a criação do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) contribui na efetivação de medidas que assistam os cidadãos que se encontram em situação de vulnerabilidade social. O objetivo é entender alguns dos principais avanços, como a participação social, e alguns entraves observados na conjuntura política atual. Os resultados indicam que, apesar dos avanços alcançados com a instituição do SUAS, ainda há muitos obstáculos a serem superados, em especial os relacionados à orientação política subjacente à realização do SUAS. Conclui-se que a participação é o meio pelo qual esta orientação se efetiva.


Texto completo:

PDF