Ruptura Institucional: para além da desativação do antigo CAJE, a possibilidade da construção socioeducativa

Maria Yvelônia dos Santos Araújo Barbosa, Tatiana de Paula Soares

Resumo


Resumo: O presente artigo tem por objetivo refletir sobre o paradigma institucional das Medidas Socioeducativas de Internação do Distrito Federal, apontando marcos sociais, culturais e históricos tanto sobre a política de garantias de direitos da infância e adolescência quanto ao modo de exercer a socioeducação sob uma possibilidade de um novo olhar integrado. Para isso, é fundamental que o socioeducador de reconheça como sujeito de potencialidades e limites para estar com o outro, de forma que, os papéis de educar e educando ocorram de forma autentica e legitimados por ambos. O jovem socioeducando, enquanto autor de seus projetos e escolhas, deve ser considerando conforme seus registros pessoais, históricos e como agente transformador de seu contínuo ser e estar no mundo. A metodologia utilizada foi a pesquisa bibliográfica, com base em autores da área de ciências sociais aplicadas.
Palavras-chave: Institucionalização; Reintegração social; Papel do socioeducador.


Texto completo:

PDF PDF