A IMPORTÂNCIA DO SERVIÇO SOCIAL NA ASSISTÊNCIA À SAÚDE MENTAL

Alexandre Batista Ferreira, Kesia Miriam Santos de Araújo

Resumo


Resumo: O presente artigo apresenta uma abordagem reflexiva sobre a discussão da prática profissional do Serviço Social na saúde mental, a partir do estágio curricular desenvolvido no Instituto de Saúde Mental, vinculado à Secretaria de Saúde do Distrito Federal. O trabalho apresenta um breve histórico da atuação do Serviço Social na saúde mental, com ênfase na Reforma Psiquiátrica no Brasil e suas implicações na prática profissional. Trata-se de um estudo narrativo com o objetivo de mostrar, à luz da literatura nacional, a participação do Serviço Social nas instituições que cuidam dos portadores de transtorno mental, principalmente a partir das observações feitas durante o convívio com assistentes sociais no estágio desenvolvido no Instituto acima mencionado. O artigo tenta fazer uma explanação, traçando um perfil quase didático, dos mecanismos existentes nos atendimentos realizados pelos Centro de Atenção Psicossocial-CAPS, os quais são fundamentais para o processo de reabilitação e ressocialização dos usuários dos serviços de saúde mental. O principal objetivo do texto é mostrar a importância da atuação do Serviço Social na área de Saúde Mental, destacando-se o papel do assistente social, cuja profissionalização lhes exigem uma atitude de maior flexibilidade nas intervenções, o que na maioria das vezes implica em uma indefinição quanto à posição ocupada pela profissão na referida área. Contudo, a ação profissional do assistente social é fundamental na construção de uma rede de cuidados no atendimento integral, tendo como compromisso a plena cidadania do usuário dos serviços de saúde mental, contribuindo para a efetivação de tratamentos dignos para esses pacientes.


Palavras-chave


Serviço social; Saúde mental; Reforma psiquiátrica; Política de saúde mental; Assistentes sociais; Profissionalização e usuários.

Texto completo:

PDF PDF