Gênero e hegemonia na política curricular: o caso do Plano Nacional de Educação

THALITA COELHO DANTES

Resumo


A proposta desse artigo é destacar a presença do campo político na política curricular ao destacar as disputas pela inclusão das questões de gênero no Plano Nacional de Educação (PNE). O artigo destaca ainda os usos políticos do discurso, ao constatar um esvaziamento das questões de gênero na substituição por termos correlatos, como diversidade, evidenciando uma disputa pela hegemonia.


Palavras-chave


currículo; gênero; hegemonia

Texto completo:

PDF