A literatura infantil e o resgate dos contos de fadas

Moises Lucas dos Santos, Vanessa Pereira da Paixão Cardoso

Resumo


O artigo apresenta uma abordagem sobre a literatura infantil e seu gênero contos de fadas, tendo como principal objetivo, reconhecer a importância dos contos de fadas na infância, considerando-os como uma obra de arte prazerosa de narrativa curta que envolve o psicológico e emocional finalizando sempre com finais felizes, sendo de contato essencial que possibilitará a orientação e formação de forma lúdica e pedagógica. Procuraremos responder ao problema que originou este artigo, por meio de três temas, sendo eles: contos de fadas: muito mais que era uma vez; lições, atitudes e intenções nos contos; o professor e o compromisso com a literatura. O presente artigo consiste em uma pesquisa bibliográfica utilizando autores como Bettelheim, Regina Zilberman, Nelly Novaes Coelho, Ligia Cadenartori, dentre outros, visando, a partir de uma abordagem exploratória, a discutir algumas definições em torno dos contos de fadas com seus temas variados e suas inúmeras possibilidades de abordagens e interpretações, analisados como importantes para desenvolvimento para a formação do indivíduo como um leitor, com a mediação, contribuição e valorização do professor, pais e pedagogos. Incentivar um hábito e gosto pela leitura lendo e ouvindo as histórias, é uma forma terapêutica nos processos de ensino-aprendizagem infantil possibilitando o envolvimento e ativação da fantasia, criatividade e imaginário, estabelecendo suas morais, valores e conceitos educativos, despertando-os o interesse pela leitura, fazendo-os identificar com seus personagens com o intuito de atender as suas necessidades psíquicas refletindo questões diante da realidade, cultural, identidade, cotidiano, pensamentos, desejos, surgimento de novas opiniões e percepção de mundo.


Palavras-chave


Educação Infantil; Literatura infantil; Contos de fadas; Arte

Texto completo:

PDF