Tendências e perspectivas para erradicação do analfabetismo na EJA

Guadalupe Braga Vilas Boas, Maria Júlia B. de Holanda, Ana Cristina Castro

Resumo


Este estudo apresenta a realidade do sistema educacional brasileiro ao longo de sua história. Teve como objetivo apresentar o contexto histórico que se insere a Educação de Jovens e Adultos (EJA). Os altos índices de analfabetismo no país, verificados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no cenário atual. Com isso, se percebeu diversas questões que afetam a educação e dificultam a erradicação do analfabetismo no Brasil. As elevadas taxas de pessoas sem nível de instrução no país denunciam a ineficiência dos métodos educativos e o processo lento de alfabetização, demonstrados também nesta pesquisa através do trabalho de campo executado. Posteriormente fora realizada uma análise de dados proveniente da pesquisa de campo com alunos da EJA do primeiro segmento, nos quais foram relatadas informações sobre suas experiências de vida. Concluiu-se que a porcentagem de analfabetos, ainda em grande escala, da população brasileira pode ser atribuída à fragilidade e instabilidade dos sistemas governamentais e educacionais do país, além de seu contexto histórico que fincou raízes profundas relacionadas a esta questão.


Palavras-chave


Educação de jovens e adultos (EJA); História; Analfabetismo; Erradicação

Texto completo:

PDF