O uso das Metodologias Ativas na disciplina de Educação Inclusiva nos cursos de Licenciaturas em uma instituição de ensino superior privada de Ceilândia – DF

Roberta Valeria Guedes

Resumo


O presente estudo apresenta um debate sobre a importância da inclusão na educação básica por meio do Júri simulado. A atividade foi realizada em uma instituição de ensino privada, localizada na região administrativa da Ceilândia, no Distrito Federal, na disciplina de Educação Inclusiva, que é ofertada para os cursos de licenciaturas em Matemática, História e Geografia. Desde o início do semestre de 2021, os estudantes estavam em aulas remotas por causa da pandemia da Covid-19. A professora promoveu o estudo a partir de leituras prévias sobre Inclusão na educação básica e convidou-os a fazer um júri-simulado. No texto a seguir, apresenta-se conceitos primeiros sobre: aprendizagem significativa, metodologias ativas e a estratégia do júri simulado e, por fim, a análise do questionário aplicado com os estudantes sobre suas impressões em relação ao uso das metodologias ativas para o processo de aprendizagem. Conclui-se que o uso das metodologias ativas, a partir do Júri simulado, possibilita o desenvolvimento da argumentação dos estudantes lhes trazendo repertório sobre o assunto abordado e que o engajamento do estudante, em relação às metodologias ativas, é essencial para se conseguir uma aprendizagem significativa

Palavras-chave


Metodologias Ativas. Licenciaturas. Juri Simulado. Aprendizagem Significativa.

Texto completo:

PDF