A Inteligência Brasileira e a Formação de Profissionais da Educação: algumas aproximações

Aquiles Santos Cerqueira

Resumo


Resumo: A sociedade brasileira, como as demais emergentes de processos colonizadores vivenciaram e vivenciam uma desqualificação cuja superação passa pela sua autoafirmação como diferente da sociedade europeia e não como inferior pelo fortalecimento da miscigenação como fator de criação de alternativas mais aprimoradas de sobrevivência. Tendo por referência a geração de intelectuais brasileiros das décadas de 1920 / 1930, período de grande efervescência da cultura brasileira, que na educação escola, culminará no lançamento do intitulado Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova, em 1932, marco entre a educação colonial jesuítica e a modernização educacional brasileira. A reflexão aqui proposta identifica as posturas da intelectualidade nacional dentre as propostas de desenvolvimento para o país, apontando possíveis vínculos entre os parâmetros de progresso colocados à sociedade e os projetos de formação de profissionais para a educação.
Palavras-chave: Inteligência brasileira; Formação de profissionais; Intelligentsia


Texto completo:

PDF PDF