A PIADA MORTAL: UM DIA RUIM NA VIDA DO CORINGA.

Alexandre de Carvalho Rodrigues da Silva

Resumo


O presente artigo é fruto de uma pesquisa histórica sobre um personagem de quadrinhos de super-herói chamado Coringa presente no universo de Batman por meio da obra A Piada Mortal (1988). Inserida no chamado período revisionista da década de 1980 no mercado criativo dos quadrinhos A Piada Mortal (Alan Moore e Brian Bolland) apresenta entre outras situações, uma suposta narrativa de surgimento para o Coringa que também é conhecido pela alcunha de “O Palhaço do Crime”. Analisar algumas piadas presentes na narrativa gráfica da obra como uma espécie de humor singular e histórica, além de conhecer a cronologia do personagem no contexto dos quadrinhos de Batman nos ajudam a desvelar as continuidades e descontinuidades na interpretação histórica de um personagem mutável com o passar dos anos, podendo ser interpretado como mortal pelas suas piadas, mas também por sua noção do bem e do mal. As análise contam com a interpretação da linguagem do risível em Sírio Possenti e de significativa pesquisa sobre os quadrinhos de super-heróis.


Texto completo:

PDF