Estudo comparativo do consumo de conteúdos audiovisuais através de smartphones no Brasil e Espanha

Leandro Rolim da Silva, Rogrigo Guimarães, Félix Ortega Mohedano

Resumo


O objetivo desta pesquisa é caracterizar os hábitos em relação ao consumo de dispositivos utilizados como meio de comunicação e seu conteúdo audiovisual. Foi realizada uma análise comparativa dos comportamentos entre brasileiros e espanhóis através do estudo realizado em Salamanca sobre a revolução na audiência, usos e consumos das aplicações de meios de comunicação em tablets e telefones inteligentes realizada por (Ortega, et al.; 2015).

Foi aplicada pesquisa quantitativa com 422 pessoas na cidade de Brasília, Brasil através de questionário estruturado sobre os hábitos de consumo dos dispositivos móveis e do conteúdo assistido. O hábito de assistir a vídeos pela Internet, seja na tela do celular ou em computadores, que foi disseminado entre os brasileiros, em um processo que tem motivado o surgimento de novos players.

Em análise comparativa com a pesquisa do comportamento dos espanhóis, os dados apresentados foram semelhantes aos resultados da pesquisa brasileira. Os jovens ficam o tempo todo ligado ao smartphone e ficam cada vez menos em frente da televisão, mas conseguem realizar diversas tarefas ao mesmo tempo. O que se pode afirmar é que a revolução digital ocorrida nos anos 90 formou uma nova geração com comportamentos próprios, incluindo formas particulares de interação e de comunicação, ditadas não somente em Brasília e em Salamanca, mas sim, pelo avanço tecnológico e massificação dos smartphones que ocorreu em todo o mundo. Os resultados chamam a atenção para essa nova geração Millennials, nascidos entre 1980 e 2000, uma geração criada na era da informação e dos avanços tecnológicos.


Palavras-chave


audiovisual, conteúdos, telefones inteligentes, stream, redes sociais

Texto completo:

PDF