Método aplicado na obtenção de resistividade elétrica de amostras de solo em laboratório

Fernando Rodrigo de Aquino, Bruno Carrilho de Castro, André Luiz Oliveira Arante

Resumo


A aplicação de métodos geofísicos na engenharia civil apresenta grande potencial, podendo ser utilizados como ferramenta na determinação de propriedades e parâmetros geotécnicos, fundamentais na elaboração e execução de projetos. A resistividade elétrica, em especial, tem sido utilizada como método de investigação geotécnica, contudo, sua aplicação em larga escala carece de estudos mais aprofundados que permitam relacionar seus resultados com aqueles fornecidos pelos métodos diretos, amplamente empregados. Nesse contexto, o presente trabalho apresenta a fundamentação teórica relacionada com a resistividade elétrica, com ênfase no comportamento resistivo dos solos, em seguida é apresentado o equipamento desenvolvido para a determinação da resistividade elétrica em corpos de prova moldados em laboratório, bem como a metodologia empregada na realização dos ensaios de resistividade elétrica, a variação da resistividade elétrica em função do líquido intersticial, do contato entre o corpo de prova e os polos de aplicação de corrente elétrica, além da variação dos resultados obtidos em função das características das amostras analisadas: tamanho das partículas, do peso específico e da umidade volumétrica. Como resultados observou-se que a condutividade do líquido intersticial é fundamental no resultado obtido, o contato entre a amostra e o sistema de aplicação de carga deve se dar por meio de gel eletro condutor e a resistividade elétrica varia, principalmente, em função da umidade volumétrica, apresentando relação com o peso específico e o tamanho das partículas.


Palavras-chave


Resistividade Elétrica, Laboratório, Investigação Geotécnica.

Texto completo:

PDF