O papel do “croquis” na profissão do Arquiteto e Urbanista

Patricia Cristina Cunha Nunes de Oliveira Fontoura

Resumo


Croquis é uma palavra francesa já adotada na Língua Portuguesa para denotar o esboço inicial, feito à mão, de um projeto de arquitetura. Neste artigo, pôde-se atrelar a sua prática à uma vivência e expressão única de cada arquiteto de renome nacional ou internacional que deixou graficada a sua intenção de projeto e, portanto, configura em si a definição de obra de arte. Além disso, discute-se o processo de projeto como algo sistemático cujas etapas iniciais, se bem estabelecidas, serão responsáveis pelo sucesso das decisões e escolhas do arquiteto e urbanista traduzidas na coerência entre croqui e obra construída. Exemplos de croquis e os respectivas edifícios (e cidades) foram selecionados para demonstrar a importância dessa etapa na prática projetual mesmo quando a representação gráfica assistida por computador em muito evoluiu com a prática das novas tecnologias e da situação atual do Planeta, que imergiu na vivência virtual por conta do quadro pandêmico da doença Covid-19. Arquitetos como Lúcio Costa, Vilanova Artigas, Oscar Niemeyer, Frank Gehry, Tadao Ando foram citados a partir de seus croquis consagrados em todo o mundo.


Palavras-chave


Croquis; Desenho; Oscar Niemeyer; Lucio Costa, Vilanova Artigas.

Texto completo:

PDF