Internet das Coisas e o profissional de Secretariado Executivo

Mariane Evangelista Aguiar, Aldi Roldão Cabral

Resumo


O presente estudo tem como objetivo discutir a possibilidade de extinção, ou não, do mercado de trabalho para o profissional de Secretariado Executivo, a partir da implementação da Internet das Coisas (do inglês Internet of Things - IoT). As organizações modernas estão sempre em busca de inovações que lhes possam agregar valor, e nessa perspectiva a Internet das Coisas surge proporcionando um novo olhar à organização, podendo modificar, inclusive, algumas atividades do profissional de Secretariado Executivo, que ainda são executadas manualmente, pois na concepção da IoT essas atividades poderiam ser executadas virtualmente. O processo de automação que a IoT proporciona, tem trazido mudanças significativas nas organizações o que poderá ocasionar a desvalorização do serviço de assessoramento exercido pelos profissionais de Secretariado Executivo o que, consequentemente, pode resultar na redução ou extinção da profissão. Ainda nessa perspectiva, as mudanças trazidas pela IoT têm o potencial de alterar, por exemplo, o perfil da Secretária Executiva atual, apontando a necessidade de um reposicionamento por parte dessa no mercado, abandonando seu perfil de executora de atividades básicas, que passariam a ser desenvolvidas pela IoT, e assumindo um papel de agente de planejamento dentro das organizações, atuando em áreas estratégicas. O objetivo geral deste artigo é discutir o processo de adaptação da secretária nos processos de automação na área empresarial, e como objetivos específicos: identificar o perfil do profissional de Secretariado Executivo; estudar o conceito da IoT e discutir as funções secretariais com os processos de automação realizados pela IoT.

Palavras-chave


Secretariado Executivo; Internet das Coisas; Inovação; Profissão

Texto completo:

PDF