MOVIMENTO PENDULAR DE ESTUDANTES DO ENSINO MÉDIO DA REDE PÚBLICA DE ENSINO DO DISTRITO FEDERAL

Darleson Lima Mesquista, Ana Karina Galvão, Jonathan Rosa Moreira

Resumo


Resumo: Os problemas urbanos que permeiam a sociedade no espaço conduzem os cidadãos a tomarem decisões importantes ao buscar uma melhor qualidade de vida, principalmente nos aspectos profissionais, educacionais e sociais, fazendo com que esses cidadãos se movimentem para outros locais, outras regiões, em prol de benefícios para a sua vida e seu desenvolvimento educacional. Este estudo analisa o fenômeno de centralidades urbanas, que tem suas características vinculadas ao desenvolvimento da cidade e da sociedade, juntamente com o fenômeno de movimentação pendular que é o movimento praticado por diversos agentes sociais dentro deste contexto. Para o reconhecimento dos fatos e das relações estabelecidas foi escolhida como área de estudo Taguatinga, Região Administrativa que compõe o Polo-Complementar do DF, e Samambaia, com estudantes de escolas públicas CEMAB, CEMEIT e CEM414. Foi realizada uma pesquisa qualitativa e identificaram-se os fenômenos urbanos que passam sobre algumas regiões administrativas do DF, e que modificam os agentes sociais de cada região, obtendo algumas informações necessárias para possíveis estudos de gerenciamento governamental e um melhor desenvolvimento educacional.

Palavras-chave: Centralidade; Polo complementar; Movimento pendular; Ensino médio.

Texto completo:

PDF PDF